O ano de 2020 foi excepcional para o comércio online, e muito desse crescimento se deve à grande adesão às plataformas de marketplace, que representaram quase 80% do faturamento no setor.

Mas o que é Marketplace?
Trata-se de uma plataforma online que expõe produtos e serviços de diversas empresas. Esse ambiente virtual permite que os consumidores encontrem facilmente o que procuram e as empresas aumentem exponencialmente as chances de venda.

Exemplos de “Marketplaces”
Mercado Livre, Americanas, Airbnb, Amazon, Uber, OLX…

Vantagens
– Baixo Custo: Os lojistas têm acesso a uma plataforma online pronta, e economizam principalmente com marketing e tecnologia.

– Maior alcance de clientes: As integrações da loja virtual do lojista com o marketplace possibilita uma maior atração de possíveis clientes.

– Credibilidade: Em geral os marketplaces tendem a serem muito bem preparados e consolidados no mercado online, o que aumenta a credibilidade frente aos potenciais clientes.

Desvantagens
– Taxas: A maioria dos marketplaces cobram pequenas taxas e comissões pelo uso da plataforma, o que ao final, interfere diretamente no lucro do lojista.

– Pouca personalização: Em suma, os marketplaces não permitem qualquer tipo de personalização do layout de suas páginas. Outro ponto relevante são as eventuais instabilidades no site, ou até baixa reputação perante a avaliações de consumidores, que podem levar a uma importante diminuição das vendas.

Gostou do nosso artigo?
Acompanhe nosso blog acessando

ACIBIG e CDL Biguaçu
Rua Sete de Setembro, 576. Centro, Biguaçu/SC
(48) 99602-9184 (WhatsApp)